EPISÓDIO 7
ROUBO E DESTRUIÇÃO

SINOPSE

Tendo as tropas de Massena acampado pela Mealhada, aproveitam estes a noite, pois estando esfomeados e cansados, não lhes resta opção senão irem em busca de mantimentos e recursos à sua salvação.
Ana, tendo fugido do acampamento onde se encontrava, por o mesmo ter sido assaltado pelos franceses, encontra-se agora com os seus filhos, desalojada, com fome e com frio. Assim, abandonada pelas ruas da Mealhada, procura um local para ela e os seus filhos passarem a noite, acabando por decidir pernoitar junto da Capela de Sant’Ana, padroeira da Mealhada. Mas não é a única. Dois soldados franceses, que bebem para esquecer e afogar as mágoas, rondam a mesma capela, a fim de entrarem para saquearem os bens da capela e se aquecerem do frio. Eles, os soldados, não querem estar ali, numa batalha sangrenta, longe das suas famílias, a lutar numa guerra desnecessária e por uma causa que em nada lhes diz respeito. Mas procuram sobreviver e, por isso, tentam assaltar a Capela de Sant’Ana. 

VIDEO

IMAGENS

GUIÃO

MÚSICA

FICHA TÉCNICA

VIDEO

FOTOGRAFIAS

GUIÃO

Episódio 7 

SNo rescaldo da Batalha do Bussaco, há uma família – ou o que restou dela – da Mealhada que tenta sobreviver da única forma que consegue: procurando abrigo não solicitado na Capela de Santa Ana, esperançosa de conseguir sobreviver a mais uma noite, numa altura em que a esperança de sobrevivência da arraia-miúda desta terra é irrisória.
Neste episódio, podemos assistir a um exemplo do que foram algumas das atrocidades levadas a cabo pelas tropas francesas que se alojaram na Mealhada, nos tempos que se seguiram à batalha do Bussaco. A destruição em massa das nossas propriedades, a apropriação, desvalorização e violação de terrenos sagrados e o furto dos poucos bens que ficaram para trás, são alguns dos atos que definem as consequências desastrosas que a nossa população teve que enfrentar.

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA

Evento
Município da Mealhada

Criação
Caixa de Palco

Produção
NOC Teatro

Direção Artística
Marta Pires

Dramaturgia e Encenação
João Tarrafa

Produção
Filipa Almeida

Assistência de Produção
Rosa Gonçalves

Elenco
Diogo Binnema, Iúri dos Santos, Marta Pires

Participação Especial
Afonso Pires, Tomás Pires

Sonoplastia
João Tarrafa

Fotografia de Design
Ana Pedro Coleta

Fotografia de Cena
Carlos Gomes

Plano de Comunicação, Divulgação e Design Gráfico
Ana Pedro Coleta e Tiago Pereira

Design e Operação de luz
Dino da Costa

Operação de Som
A Força da Música: Ricardo Rosa

Direção de Cena
Rosa Gonçalves

Frente de sala
Manuela Fernandes // Cruz Vermelha - Jéssica Vitorino e os socorristas Jorge Semedo e Armando Pinto 
Divisão Turismo e Cultura da Câmara Municipal da Mealhada

Apoios Prestados
Santa Casa da Misericórdia da Mealhada, Cruz Vermelha e Associação Aquiles